Follow by Email

domingo, 8 de junho de 2014

FEIRA LIVRE DO DEUS ME LIVRE

Que o custo de vida está pela hora da morte? Isso ninguém duvida!
Mas numa feira livre sempre há promoções:
- Olha a bacia de laranjas, o preço baixou!
- A dúzia de banana é R$ 3,00 e você ganha um chorinho de duas bananas!
- Freguesa, meia melancia, pra acabar, só R$ 4,00!
- O saco de quiabo, jiló ou pimenta, compre dois e leve três!
- Um real o cheiro-verde!
- Promoção, aqui, freguesa, o montinho de berinjela, chuchu ou abobrinha, um por R$ 3,00; dois por R$ 4,00, três por R$ 5,00!
- Moça bonita não paga! Mas também não leva!
- ÊÊÊÊÊÊÊÊÊ! Essa é velha!
- A moça?
- Não, a piada!
- ÊÊÊÊÊÊ!!!
Enquanto a feira acontece as promoções aparecem e quando vai chegando ao final... Muitas vezes, a balança é deixada de lado! 
Na feira livre o caldo de cana é vendido por copo, os condimentos em copinhos de café e muitas bugigangas vendidas das mais variadas formas: fita por palmo, miçanga por colherada e até tinturas em pacotinhos e unguentos em potinhos.
Essa é a feira livre e os preços... Deus me livre! Ou seria do Deus me ajude?
Neste livro trabalho com as unidades de medidas usadas pelo povo, no dia a dia, herdadas de gerações passadas. É só conferir! Vai um pastei aí?

FEIRA LIVRE DO DEUS ME LIVRE
Egidio Trambaiolli Neto
Ilustrações: Elvis Pereira da Silva
Editora Uirapuru Ltda.
 
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário