Follow by Email

sábado, 6 de julho de 2013

A Semana Inteira, Fiquei Esperando...


Essa frase vai além dos versos outrora cantados por Tim Maia, pois hoje retornei ao local em que vivi uma das minhas melhores experiências como Educador, ao semáforo no qual presenteei crianças que esm...olavam com três livros de minha autoria e, infelizmente, lá estavam elas, mendigando... e felizmente, lá estavam elas, para conversar comigo.
Parei o carro em uma área lateral que permitia que eu estacionasse e, bastou alguns toques de buzina para virem ao meu encontro novamente.
- Gostou do livro? – perguntei à menina, que foi a primeira chegar.
- Sim, a menina era porca, não arrumava a cama e teve que lutar com as baratas e os ratos – referindo-se ao livro A Cama do Buraco Negro.
- O menino também era porco! O Monstro do Chulé pegou ele... – falou o menino que ganhou o livro Na Bucha.
Fiquei feliz por eles terem lido. Mas o outro estava calado.
- E você, leu?
- Li, mas o Felipe roubou o meu livro! – disse a criança.
- Você é o Felipe? – perguntei ao outro menino, pois a criança havia falado o nome de quem havia tomado seu livro com tanta veemência, que parecia até que eu o conhecia.
- Não! O Felipe é o menino que mora perto da gente.
- Não fique triste! Ele pode até ter tomado o teu livro, mas a história já está na tua cabeça! Mesmo assim, vou te dar o livro novamente – falei para a criança arrancando um sorriso sem igual.
Abri a sacola, peguei o livro O Dilema de Marquinhos, que ele havia perdido e, entreguei, fazendo com que seus olhos ganhassem vivacidade, fiquei observando aquela cena com uma fantástica sensação de alegria, contendo minhas emoções. Em seguida, retirei um novo livro para cada um:
Música em Pauta, que escrevi junto com João Batista Simplício; O Meu Grande Avô, de Talita Pacini e Receitas da Vovó Julinha, de Adelina Virginia Gonçalves. Por fim, retirei mais um livro da sacola: A Guerra das Cores, de Lucas Trambaiolli, e falei para a criança cujo livro havia sido subtraído pelo tal Felipe.
- Tome mais esse, depois, escolha um dos livros que você ganhou e dê para o Felipe. Ele só pegou o seu livro porque também quer aprender, porque descobriu o valor da leitura. Ele também quer ter o direito de ser criança.
O menino concordou com a cabeça, mantendo os olhos presos aos livros, em seguida, os três correram para o canteiro e, mais uma vez, deixaram de mendigar para viverem como crianças.
Guerra das Cores - Lucas Trambaiolli - Editora Uirapuru

Música em Pauta - Egidio Trambaiolli Neto - João Batista Bernardo Simplício
Editora Uirapuru

Receitas da Vovó Julinha - Adelina Virginia Gonçalves
Editora Uirapuru - www.editorauirapuru.com.br

O Meu Grande Avô - Thalita Pacini - Editora Uirapuru
 
 

4 comentários:

  1. Coração nobre e gentil. O mundo precisa de pessoas como você, inteligente e humana.
    Você sim deveria se candidatar a algum cargo público, precisamos de pessoas íntegras e que se preocupa com o povo e não abutres sanguinários que se deleitam sobre as carcaças dos menos favorecidos. Egidio, se é que me permite tratar você dessa forma, que Deus te abençoe e te dê saúde para continuar a nos mostrar que a espécie humana ainda tem boas almas.
    Elisabeth Nunes
    Rio de Janeiro - RJ

    ResponderExcluir
  2. Há duas coisas que me fazem chorar: cebola e seus depoimentos.
    Adorei mais uma vez.
    Simone Orellana

    ResponderExcluir
  3. Congratulations for this noble attitude.
    The world needs people like you.
    Not every soul is built using bullets or men without giving Education.
    James Pearson

    ResponderExcluir
  4. Emocionante e edificante! Alegria de alma das crianças, sua e nossa, seus tantos leitores! Obrigada!...
    Jacinto Guerra, cidadão do interior de Minas, hj de Brasília e do mundo... divulgou com empenho o seu trabalho. Sou grata a ambos por enriquecerem nossas vidas com essas alegrias essenciais!
    Abraço grande!

    ResponderExcluir