Follow by Email

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Educação Alimentar

Olá, pessoal
Recebi mais este depoimento sobre um dos meus livros. Neste caso, temos um relato sobre a importância da reeducação alimentar.

"Prezado Professor Egidio

Meu nome é Alessandra (...) e eu gostaria também de dar meu depoimento de um de seus livros para a minha vida. Trata-se do livro Alimentos em Pratos Limpos, que foi publicado pela Editora Atual/Saraiva.
Foi curiosa a forma como esse livro me foi útil, pois até o começo deste ano eu pesava 112 quilos e gastava verdadeiras fortunas com revistas de dieta, shakes, aparelhos que se diziam miraculosos e prometiam me deixar com o corpo da Gisele Bündchen. Fiz tudo quanto é tipo de dieta e exagerava até com os medicamentos. Até a tal subitramina eu tomei, mas o que parecia um milagre no começo acabava virando uma tremenda frustração, pois a ansiedade e a fome me faziam comer bem mais do que antes e o efeito sanfona me atingia em cheio.
Foi em uma crise de choro por causa de meu peso que a minha sobrinha Aline (...) me deu seu livro e eu li várias vezes. Percebi que o meu problema não estava só no fato de comer de mais, mas sim na qualidade dos alimentos. Só que não basta trocar por trocar, foi preciso entender o que realmente é uma dieta balanceada.
Sabe, eu comecei a ter seu livro como referência, fui avaliando os alimentos e impus uma regra de fuga dos alimentos industrializados e das fórmulas mágicas. Depois de dois meses e meio cheguei a 82 quilos e agora já estou com 73 kg. Sei que agora é mais difícil, mas só o fato de poder me ver como uma mulher normal, já me aumentou a auto-estima. Eu cheguei a um peso que jamais consegui com todas as técnicas e dietas que a mídia tentava impor, nem mesmo as revistas especializadas me satisfizeram, simplesmente porque eu não sou igual a qualquer outra pessoa, portanto, o que é bom para os outros não quer dizer que seja bom para mim. Mas o fato do seu livro me conscientizar que o erro maior era quanto à minha alimentação, isso foi essencial!
Obrigado por me ajudar a ser feliz e metade da mulher que eu era ;)
Alessandra"

Lembrem-se de que não coloco os sobrenomes das pessoas por respeito à privacidade das mesmas!

Um comentário:

  1. Eu li esse livro quando estava na escola, agora a minha irmã está lendo a nova versão. Eu estou me divertindo demais com as coisas que ela descobre e vem me contar.

    Victor Silva, de Manaus

    ResponderExcluir