Follow by Email

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

A FALTA - 4

Peço desculpas aos amigos por esse tempo de ausência, pois tenho buscado motivação para prosseguir na luta do dia a dia após a morte do meu querido amigo Lee Thompson Young. Em breve retomarei as atividades normais, mas gostaria de deixar claro o que foi apurado pelas investigações sobre a tragédia que o vitimou.
Lee sofria de transtorno bipolar acompanhado de uma profunda depressão, dois males que sozinhos já causam tanto dano, imagine juntos. Cinco dias antes de sua morte, Lee esteve no médico que o acompanhava e, segundo depoimento dado pelo clínico, ele aparentemente estava bem, no entanto, o transtorno bipolar pode variar num lampejo e levar a pessoa portadora desse mal a cometer atos impensados, como o suicídio que o vitimou. Isso justificaria a inexistência de qualquer vestígio de que ele pensava em realizar essa prática por qualquer motivo, nem havia razão. Além disso, a autópsia revelou que não havia qualquer indício de drogas e álcool em seu sangue. Por sinal, Lee era contra o uso de drogas e costumeiramente falava: Meu Corpo é Meu Templo, eu Preciso Respeitá-lo.
A polícia investigou seu apartamento e encontrou medicamentos a base de lítio, para o tratamento do transtorno bipolar e resperidona, usada para combater a depressão. Infelizmente, ao que se vê, não foram efetivos para evitar o pior.
Portanto, para aqueles que rotularam que o suicídio foi uma atitude covarde, eu aconselho que revejam seus conceitos, pois em um surto bipolar, a pessoa não consegue concatenar suas ideias e realiza atos impensados como o suicídio, pois chega ao estágio mais profundo da depressão num estalar de dedos. Esse tipo de problema ocorre em aproximadamente 50% dos casos de portadores do transtorno bipolar no grau em que Lee possuía, principalmente se a depressão estiver associada. Portanto, o problema é gravíssimo e merece toda atenção da família. Algo que a cultura social americana não prevê, uma vez que naturalmente as pessoas quando chegam à vida adulta são estimuladas a viver sozinhas e a solidão nesse caso pode ter lhe custado a vida, faltou alguém para lhe dar carinho quando mais precisou.
Há estudos que apontam que a bipolaridade ocorre com mais frequência entre escritores e pessoas que trabalham com a criatividade. Virgínia Woolf foi um exemplo, ela era escritora, bipolar e praticou suicídio. Beethoven também era bipolar.
Lee também escrevia, tinha um texto impecável, revisava roteiros e escreveu seu primeiro roteiro para a Disney quando ainda tinha 14 anos. Aos 23 anos Lee já dirigia. Sem dúvida ele era dotado de uma inteligência ímpar e uma humanidade impressionante. Lee era uma pessoa tão especial, que não aceitava fazer papéis que pudessem marcá-lo como vilão ou que ele servisse de mau exemplo para as pessoas. Talvez o único em toda Hollywood. Ele ajudava muita gente, em especial, as crianças carentes e humildes, como ele havia sido no passado. Por isso, é impossível não admirá-lo, não amá-lo. Ele sempre estava pronto para ajudar a qualquer pessoa e a mim, ajudou de uma forma intensa e contínua. Durante muito tempo foi meu conselheiro, terapeuta e leal amigo. Por isso, o tempo jamais curará essa chaga, mesmo que para nós, a vida ainda continue.
 Interpretando - Detetive Barry Frost - Rizzoli & Isles

 Interpretando - Julian - Lincoln Heights

 Interpretando - Cabo Bell - O Evento

Interpretando - Levi - Kevin Hill


15 comentários:

  1. Meu Deus! Que dó! Não é justo!
    A vida nos leva o que é bom e nos deixa os lixos.
    Tanta porcaria por aí e a vida deixa uma pessoa tão linda por dentro e por fora morrer.
    Injusto!
    Leonilda Marques
    Niterói - RJ

    ResponderExcluir
  2. Eu sei o que é perder alguém que amamos, sei o que você está sentido :`
    é dor que parece não ter fim, triste, triste.
    Melhoras.

    ResponderExcluir
  3. Continuo rezando por ele. Sei que a pessoa bipolar não tem consciência de muitos dos seus atos, por isso, acaba por praticar o suicídio sem realmente saber o que está acontecendo. Por isso, a alma de Lee deve estar em paz.
    Marco Aurélio
    Ribeirão Preto - SP

    ResponderExcluir
  4. Há três meses a vida de Lee Thompson Young terminava por causa de uma doença que o levou de modo inconsiente ao suicídio. Talvez até agora sua alma ainda não saiba o que aconteceu, mas de uma coisa eu tenho certeza, a tristeza desde essa época mudou-se para o meu coração.
    Aline Muratto

    ResponderExcluir
  5. Doença maldita! Levou um anjo embora. Porque não levou tanta peste que tem por aí? Isso é injusto.

    Edneia Assis
    Franca

    ResponderExcluir
  6. Why does the Almighty need so many angels?
    Because the world has no solution!
    God has recruited Lee because only an angel as he can save humanity.
    Sometimes I hate God because he made ​​it, but who am I?
    No matter! What really matters is who was Lee Thomspon Young.
    Lee, we will love you passionately, forever.
    I pray for death every day, but I think God is incompetent to do this, because it only concerns the good. Yet I insist.
    Lee, I want to be by your side. No matter how soon I'm sure I'll be there.
    Malina Suant

    ResponderExcluir
  7. Obrigado, amigos, Lee sempre será muito querido.

    ResponderExcluir
  8. Lee foi um homem de valor. Lembre-se disso, ele nos deixou saudades e não ódio no coração. Infelizmente a vida é assim, muitas vezes, injusta. Desta vez ela foi impiedosa. A doença dele foi seu verdadeiro carrasco.
    Juliana Amorim
    São Paulo

    ResponderExcluir
  9. Sinto muitas saudades. Ele, além de um excelente ator, era lindo, não só por fora, mas interiormente era um ser humano inigualável.
    Eternas saudades, meu lindo!
    Adriana Luís
    Brasília

    ResponderExcluir
  10. He was my idol. I'm very sad since he passed...
    I still loving you
    Mary Lou Robinson
    :'(

    ResponderExcluir
  11. Realmente não dá para entender. Se as pessoas fossem 1% humanas e íntegras como ele foi, o paraíso seria aqui na Terra.
    Loise Silva
    Porto Alegre - RS
    Um beijo carinhoso, Lee, onde quer que você esteja.

    ResponderExcluir
  12. Hoje faz cinco meses que você partiu. Cinco meses que eu sei o literal sentido da palavra saudades. Estou escutando o tema do filme Ghost, pensando em você, repetindo a frase "I need your love"... Lee, eu sempre te amarei, espero que o tempo passe rápido, quero estar contigo novamente. Quando você foi embora daqui do Brasil, eu sonhava em vê-lo novamente, reencontrar o homem gentil, cavalheiro, educado, doce, caloroso e sensual. Como eu te amei! Depois eu achava que sentia saudades... mas tinha esperança, mas agora, você se foi por causa de uma maldita doença que nos mutilou. Rezo todos os dias para que Deus me leve para junto a ti, mas até agora só tenho perdido a fé. Lee, eu te amo e sempre te amarei. Serei sempre a mulher que mais te amou!
    Mila

    ResponderExcluir
  13. Saudades eternas! Para sempre amado.
    Junior

    ResponderExcluir
  14. Nossa, seu Egidio, eu sempre fui fã do Lee Thompson Young, eu assistia o Famoso Jett Jackson na Discovery Kids quando eu era criança. Quando eu descobri que você era amigo dele, pensei em pedir para você conseguir um autógrafo dele. Fiquei com vergonha, agora já não dá mais. Eu chorei muito quando ele morreu, ele era meu ídolo, eu sonhava em casar com ele. Sonho de menina, né? Mas que continuou quando eu passei dos vinte anos. É uma pena, ontem eu chorei de saudades dele, você também deve ter ficado triste. Eu estou perdida e com muita tristeza. Que Deus o abençoe, ele sempre foi um bom homem.

    ResponderExcluir